Viajar com criança e cachorro demanda muita paciência

Sandra Passarinho para o Jornal Hoje

Na estrada, congestionamento e calor. E dentro do carro, ansiedade dos filhos e de animais de estimação.

let-dog-stick-head-out-window-2

A estrada é longa e a viagem comprida. A mudança é grande e o espaço que sobra pra gente é pouco. Depois de algumas horas entre móveis, travesseiros, panelas, crianças e cachorros só parando para suportar. Mesmo porque as crianças não cansam de fazer as mesmas perguntas: “Mãe tá chegando?!”.

E os que nada perguntam são o principal motivo de preocupação para muitos.

“Cachorro quer beber uma aguinha, distrair, fazer necessidade. A gente sempre deixa à vontade”, comenta.

“Ela tem que fazer xixi e tomar água”, afirma Wagner Silva, aposentado.

“Tem criança, mas parei por causa do cachorro”, declara Ligia Ferreira, professora.

Mesmo sozinho é preciso resistir a sensação “esqueceram de mim”, logo, logo, o lugar entre a família está reconquistado.

E as crianças pequenas? “Poucas roupas, confortável. E parar o carro para fazer uma hidratação é muito importante”, explica Moisés Chencinski, médico pediatra. E a divisão de dinheiro no meio do posto? “É pra pagar o aluguel da casa. Somos em 30 pessoas, a casa tem cinco quartos, mas a hora que apaga a luz ninguém é de ninguém”, brinca o turista.

Para uma turma grande duas panelas enormes. “Pra a farofa e o frango”, afirma ele.

Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree