Dachshund

blackdachshund_1024

A história do Dachshund (ou Teckel) é bastante antiga e segundo alguns historiadores, a raça surgiu há cinco mil, tendo sido encontrados seu nome e imagem gravados na tumba de um faraó. De qualquer forma, o primeiro registro seguro da raça aparece em 1561, num livro de gravuras onde o Dachshund aparece de maneira inconfundível em sua estrutura física. O primeiro registro oficial foi feito na Alemanha em 1888.

O Dachshund (cão texugo) foi desenvolvido por caçadores alemães que queriam um cão que fosse ao mesmo tempo ágil e resistente além de suficientemente pequeno para que pudesse entrar nas tocas de animais como os texugos, lebres e coelhos e trazê-los para fora ao alcance da mira do caçador. Além do corpo alongado e baixo, os caçadores precisavam de um cão com excelente olfato e muita determinação. Estava criado o Dachshund.

Através de cruzamentos seletivos, a raça foi desenvolvida em 9 variedades diferenciadas: 3 tamanhos (standard, anão e mini) e 3 variedades de pelo: curto, longo e duro – ou arame (este último obtido graças à introdução de linhas de sangue de terriers). Para o acasalamento, no entanto, só são permitidos cruzamentos de cães de pelagens e tamanhos iguais.

Da Alemanha onde ganhou notoriedade pelas suas qualidades como caçador, o Dachshund foi levado para a Inglaterra no século XIX onde passou a fazer parte da corte inglesa, o que foi de grande importância para popularização da raça. Nos EUA, a presença dos Dachshund começou com as importações de matrizes por volta de de 1879 e no Brasil chegaram junto com os colonizadores europeus e eram chamados “paqueiros” por serem exímios caçadores de pacas e sua popularidade o transformou em astro de comerciais, estrelando a campanha dos amortecedores COFAP.

A raça na verdade é constituída por 9 variedades formadas pelos 3 tamanhos (Standard, Miniatura e Anão) e 3 tipos de pelagem – curta, longa e dura, mas são consideradas como raças individuais apesar de continuarem como variedades na Alemanha, pela FCI, e nos EUA.

Tamanho

A medição do tamanho Standard, antes feita pelo peso (de 7 a 9 kg), passou a ser pelo perímetro do tórax (acima de 35 cm), sistema que sempre foi usado para o Miniatura (até 30 cm) e o Anão (de 30 a 35 cm). Esta medição é feita após os 15 meses de idade para evitar mudanças de raça por variações de peso.

Personalidade

Se, no início, o Dachshund era um valente e destemido caçador, hoje deixou, em grande parte, de lado suas antigas atividades e transformou-se num animal de companhia. Em função do seu tamanho é uma excelente opção para o grande número de pessoas que mora em apartamentos especialmente porque aprende com facilidade os hábitos de higiene. Adapta-se bem a locais pequenos e não é do tipo destrutivo que rói os móveis e come as roupas.

Inteligente, esperto e bastante brincalhão, o Dachshund é também um excelente cão de vigia. Sempre atento, ao menor sinal de aproximação de estranhos late bastante. É um excelente companheiro para crianças e brinca mesmo depois de velho.Convive de forma tranqüila com outros animais e com outros cães mas não foge de uma briga caso seja provocado.

Alguns criadores garantem que existem diferenças de temperamento conforme o tipo de pelo, sendo que os de pêlos curtos seriam mais sociáveis e os pêlos duros mais agitados e até mesmo um pouco mais agressivos, mas isso não é comprovado nem mesmo consta do padrão da raça.

Outra característica importante da raça é sua independência, o que lhe valeu uma (talvez) injusta fama de desobediente. Na convivência em família ele é um excelente companheiro, gosta e respeita a todos, mas dedica-se a apenas uma pessoa que elege como dono.

DachshundPuppySXC

O filhote

A média de nascimentos do Dachshund é de 2 a 10 filhotes dependendo do tamanho da mãe.

Os filhotes devem ser educados pelo dono desde bem cedo para que dono e cão possam ter uma convivência harmoniosa. É um cão que procura agradar o dono, mas precisa de limites claros e acima de tudo, precisa saber quem é que manda. Segundo os criadores, no caso do Dachshund a obediência aumenta com a idade.

Three varieties of dachshund 415019

O Dachshund também apresenta uma grande variedade de cores:

  • Uma cor – vermelho, amarelo avermelhado, amarelo com ou sem mistura de preto.
  • Bicolor – preto , marrom , cinza, branco nas extremidades com marcações castanho.
  • Arlequim – castanho claro, cinza claro, branco com manchas desiguais. Manchas grandes indesejáveis.
  • Arlequim tigrado – vermelho ou amarelo com riscas escuras.
  • Desqualificantes – preto ou branco sem marcações castanhas.

Problemas comuns a raça

O Dachshund enfrenta alguns problemas típicos de raças de cães baixos (como o Basset Hound), entre eles tendência à obesidade e problemas de coluna.

A obesidade pode ser controlada fornecendo ao cão alimentos em quantidade adequada (procure um veterinário para definir esta medida) e fornecendo uma quantidade satisfatória de exercícios.

Quanto aos problemas de coluna, que muitas vezes estão associados à obesidade, deve-se impedir que o Dachshund salte de lugares altos e/ou ande em pisos escorregadios. Entre os mais comuns estão:

  • Luxação da patela (ruptura de 1 ou dos 2 ligamentos cruzados do joelho), por predisposição genética ou por trauma.
  • Osteofitos ou bico de papagaio, causado pelo crescimento exagerado o osso nos espaços entre as vértebras.
  • Hérnia de disco – causada pela compressão da medula da coluna pelo atrito constante entre as vértebras.
Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

12 Comments to Dachshund

  1. Dayane disse:

    Minha Mel é igualzinha!!! Pretinha com caramelo! É muito dóce e manhosa. Parece gente!

  2. Stela disse:

    Aiii, essa é a melhor raça do mundo! já tive 3 dessas, infelizmente so estou com uma hoje em dia. Mas eu amo demais essa raça! São uns amores, educados, etc etc…
    Parabéns pelo blog

  3. Marcello Berriel disse:

    Obrigado por sua visita Stela! Se você quiser envie uma foto de seu cão de ponta cabeça, estamos formatando uma sessão bem engraçada, da uma olhada no post se quiser para entender como funciona.

    Marcello Berriel

  4. Marcello Berriel disse:

    Obrigado por sua visita Dayane! Se você quiser envie uma foto de seu cão de ponta cabeça, estamos formatando uma sessão bem engraçada, da uma olhada no post se quiser para entender como funciona.

  5. Stela Up disse:

    Iaí pessoal!

    Eu tenho um standard black and tan. E é verdade que ele se dedica mais à uma pessoa, mas eu não deixaria o meu com crianças e outros filhotes. Ele é muito agressivo com quem não conhece ou simplesmente quando não quer saber da pessoa no momento, é um temperamento absurdo.
    :P Lambs em vcs!

  6. fabiano chaves disse:

    sobre a raça e um cao brincalhao ou melhor sem comentarios.

  7. Cristiane disse:

    Estou com muita dificuldade em educar a minha dachshund “Penélope” ela faz xixi em toda a casa já não sei mais o q fazer.

  8. Elaine Santos disse:

    Por favor preciso de orientação. Meu Dachshund, Frommer, tem 6 anos e hoje teve grave crise. Amanheceu sem conseguir andar. Levei-o ao veterinário que diagnosticou duas hernias de disco – segundo ela fase 2 no estágio – . Me indicou operação de emergência. Eu já autorizei, mas gostaria de receber dicas de tratamento pós operatório. Amo meu Frommer e não aguentaria vê-lo sem os movimentos, sofrendo. Obrigada.

  9. Simone disse:

    Eu tenho uma daschund a Cacau e moro em apartamento. Ela é ótima!
    Companheira usa o pipi dolly, fica sozinha sem latir (apezar de não gostar) e nunca destruiu nada! É uma raça boa para quem não gosta e não tem tempo para ficar levando para banho e tosa pois é facil cuidar em casa…só tenho coisas boas para dizer a respeito da minha Cacau!

  10. Alexandre disse:

    A Luna completou ontem, dia 23/11/10, 05 meses e a cada dia aprendemos mto com ela.. Ela é bem adorável.. Não tem que não goste dela.. e realmente, ela enfrenta o que vier.. mas como todo bom filhote… sabe a hora de retirar…rsrs

  11. Amanda disse:

    Ola! Meu Dachshund esta com hérnia de disco mas nao tenho dinheiro para a cirurgia ou seja vou po-lo na cadeirinha. Gostaria de saber se posso fazer alguns exercícios com ele para ele se sentir melhor? Quais seriam esses exercícios?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree