Curso em SP ensina como aplicar dreads em cachorros

Esteticista de animais aprendeu primeiro técnica em humanos.
Com manutenção, cães podem ficar até um mês com acessórios.

Alguém aí notou que ele está de peruca?

Alguém aí notou que ele está de peruca?

50006397

Esse já nasceu com todas as patas na Jamaica. Ele ou ela - não dá pra saber ao certo daqui - é da raça Komondor. A raça possui pelos encordoados que demoram uns 2 anos sem banho para chegar nesse nível. Ele é um cão de guarda, companhia, pastoreio e muito amigo dos gambás.

403482145_7b77d147d7

Mais um Komondor dançando reggae durante um desfile.

Os proprietários que cansaram de usar lacinhos para enfeitar os cães têm uma nova opção em São Paulo. A esteticista de animais Roseli Figueiredo, de 50 anos, ensina em um pet shop na região central da capital paulista a aplicar dreadlocks sintéticos nos cachorros – aquelas mechas torcidas que foram popularizadas pelo movimento rastafári.

Há cerca de dois meses, Roseli dá aulas a esteticistas de animais no Pet Center Marginal sobre como aplicar dreads em cachorros. Segundo ela, isso já é tendência em outros países. “Recebi revistas de uma aluna minha que está no Japão. Ela disse que já é moda no Centro de Tóquio”, afirma.

Quando soube do uso de dreads nos cachorros, ela decidiu aprender a técnica em humanos. Depois, fez algumas adaptações para os bichos. “Para a pessoa, é mais pesado e apertado. No cachorro, tem que ser mais leve. Se você fizer igual, vai traumatizar a pele do animal”, diz a esteticista, que trabalha há 30 anos com cães.

De acordo com ela, os poodles têm a pelagem ideal para a aplicação dos dreads. “É mais fácil de fazer porque eles têm o pelo mais crespo”, afirma. Ela usa nos animais dreads sintéticos ou lãs enroladas em um fino pedaço de isopor – segundo Roseli, para ficar mais leve e não incomodar o cão. “A minha cachorra até dorme com ele.”

Em uma das técnicas, ela separa uma mecha de cerca de dois centímetros e prende, com um elástico, material sintético usado para alongamento. Ela faz uma trança e, depois, enrola uma lã colorida por toda a extensão. Para colocar os dreads sintéticos – comprados prontos – basta cortar no tamanho desejado e fixar com um elástico.

Roseli diz que o cão pode ficar até um mês com os dreads, desde que o dono tenha cuidado com os fios. O dread sintético pode ser lavado e a esteticista indica o uso de condicionador. Os acessórios feitos com lã também devem ser lavados, mas o proprietário não pode usar secador. Ela diz que a aplicação no pet shop custa cerca de R$ 25. Como a esteticista aprendeu a técnica em humanos, o dono também pode sair com dreads na cabeça. “Se quiser, eles podem sair com dreads iguais”, afirma.

Curso

Com duração de quatro horas, o curso sai por R$ 360. O primeiro passo é aprender a trançar os fios. “Quem não sabe fazer trança aprende em uma boneca para não estressar o cachorro. Só depois aplica no animal”, conta Roseli. Segundo ela, profissionais que trabalham com cães em outras cidades, e até outros estados, procuram o curso.

Luana Cristine da Silva, de 24 anos, veio de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo, para fazer o curso – o último foi realizado no domingo (15). “É diferente, não é em todo lugar que tem [aplicação de dreads]. Pretendo trabalhar em pet shop e achei interessante porque só aquele negócio de lacinho é muito comum”, afirmou.

Cleide Maria Araújo Figueiredo, de 57 anos, pretende aplicar a técnica no pet shop que o filho dela vai montar em Duartina, a 367 km da capital paulista. “A gente queria mostrar alguma coisa diferente. Eu achei legal”, disse. O próximo curso está marcado para o dia 26 de abril.

Comentário do moderador: Tudo vale a pena quando a alma não é pequena! Que Jah esteja com vocês!

Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

Leave a comment Curso em SP ensina como aplicar dreads em cachorros

  1. [...] Também aqui a moda dos dreads para cães. [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree