Clínicas veterinárias de Curitiba recebem microchips para cães

Notícia do G1

Um dos objetivos é reduzir abandono de animais domésticos, diz prefeitura.
Primeiro lote foi distribuído na quarta; cada aparelho deve custar R$ 9.

Dispositivo funcionará como 'carteira de identidade' de animais domésticos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Os donos de cães e gatos de Curitiba não precisam mais entrar em pânico se seus animais de estimação se perderem. A prefeitura e a Rede de Defesa e de Proteção Animal de Curitiba vão disponibilizar microchips que podem ser aplicados nos cães, gatos e animais de tração, permitindo que eles sejam encontrados com mais facilidade.

De acordo com a prefeitura, o dispositivo serve como uma espécie de carteira de identidade eletrônica.

Prefeitura distribuiu primeiro lote de microchips às clinicas veterinárias (Foto: Joel Rocha/SMCS)

A medida também deve evitar que donos abandonem os animais. “Queremos diminuir a irresponsabilidade dos donos de cães e gatos, que compram os animais num impulso e depois abandonam ou maltratam”, disse Marcos Traad, coordenador da Rede de Defesa e Proteção ao Animal.

De acordo com Traad, os chips são aplicados através de uma injeção na parte de trás do pescoço do animal. “É uma parte que tem mais pele, feita para aguentar agressões, então eles não sentem muita dor nessa área”, afirmou. Os donos receberão um certificado de comprovação do aparelho.

Segundo a prefeitura, os proprietários dos cães e gatos poderão procurar clínicas veterinárias parceiras para colocação do microchip. A expectativa é que, até o fim deste ano, os três mil animais que estão cadastrados no site da rede recebam o equipamento.

A médio e longo prazo, a prefeitura terá o mapa com informações concretas sobre os animais domésticos da cidade, e estabelecer políticas mais eficazes de controle populacional”, afirmou o presidente da Associação Nacional de Clínicas Veterinárias de Pequenos Animais – PR (Anclivepa), Jorge Luiz Schemiko.

O valor do microchip será de R$ 9. “Queremos popularizar a identificação eletrônica, que é um método moderno e seguro, tanto para o animal como para o proprietário”, disse Marcos Traad.

A prefeitura informou que deve fazer a aplicação gratuita dos microchips nas regiões periféricas da cidade.

Distribuição

Na quarta-feira, a administração municipal distribuiu o primeiro lote de chips às clinicas veterinárias cadastradas na Rede de Defesa e de Proteção Animal. Vinte e nove unidades receberam 900 chips, além de leitoras óticas e aplicadores.

Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree