Homeopatia ajuda a acalmar os bichos

Notícia do R7

Além dos problemas de saúde, o tratamento também melhora o comportamento

 Além dos problemas de saúde, o tratamento também melhora o comportamento  É cada vez mais comum as pessoas tratarem da saúde com homeopatia em vez dos remédios convencionais. Quem é adepto ao método, garante que funciona. E para os bichos, o tratamento também mostra resultados.  A vantagem é que a homeopatia, medicamento manipulado feito de ingredientes naturais, não cuida apenas da saúde, mas também do comportamento dos bichinhos.  A médica veterinária Vanessa Requejo, especialista no assunto, afirma que os distúrbios comportamentais, como ansiedade, casos dermatológicos, e até ortopédicos são os mais comuns em seu consultório.  Foi a ansiedade excessiva que levou Camila Veiga a dar homeopatia para Jairo, um boxer de três anos. A publicitária afirma que terapia alternativa “salvou a relação” dos dois.  Jairo era muito hiperativo e ansioso. Todo dia, quando Camila voltava para casa, sentia a perda de algum objeto, pois o cachorro os detonava. O pior era que, por causa dessa gula, Jairo vivia com dor de estômago.  - Me falavam para deixá-lo preso na coleira, no quintal, mas eu morria de dó de fazer isso.  Após diversas tentativas, até com adestrador, para tentar controlar o cão, a publicitária recorreu à homeopatia.  - A ansiedade de Jairo era tanta, que comia muito rápido e em seguida vomitava. Eu não conseguia fazê-lo comer devagar ou ficar quieto para fazer a digestão. Depois de comer, ele corria e pulava, principalmente quando eu ou meu marido estávamos por perto.  Depois que começou o tratamento, há um ano, Jairo passou a ficar mais controlado.  - Hoje, ele não come mais os objetos, mas se fica muito ansioso, ainda tem a digestão ruim e regorjeia. Mesmo assim, é muito raro.  Vanessa explica que a homeopatia trata o indivíduo como um todo.  - Cada indivíduo é único e é o estudo de todas essas individualidades que representam nossa totalidade. A homeopatia é utilizada para a cura sim, mas também para a manutenção da saúde e bem-estar de todos os seres vivos.  A veterinária afirma que os remédios convencionais não são necessários para quem adere ao método natural, mas existem situações, como a diabetes, em que é preciso fazer reposição de insulina.  Alguns medicamentos, como antibióticos e corticóides não devem ser utilizados durante o tratamento homeopático, pois podem apresentar efeitos colaterais.  O que determinará a rapidez e eficácia do tratamento é a capacidade do organismo em reagir ao medicamento para estabilizar a energia vital e equilíbrio do paciente.  Vanessa conta que os quadros agudos apresentam melhora rápida. Já os casos crônicos, onde o problema está instalado no organismo há muitos anos, a melhora é lenta e progressiva, pois é necessário um tempo maior para que o organismo daquele paciente reestabeleça o equilíbrio.  É preciso ter em mente que a homeopatia não é milagrosa. Existem casos que não têm cura e o papel do tratamento homeopático é amenizar a dor, o sofrimento e o desconforto.

A homeopatia pode ser uma ótima opção para animais hiperativos, agressivos e nervosos

É cada vez mais comum as pessoas tratarem da saúde com homeopatia em vez dos remédios convencionais. Quem é adepto ao método, garante que funciona. E para os bichos, o tratamento também mostra resultados.

A vantagem é que a homeopatia, medicamento manipulado feito de ingredientes naturais, não cuida apenas da saúde, mas também do comportamento dos bichinhos.

A médica veterinária Vanessa Requejo, especialista no assunto, afirma que os distúrbios comportamentais, como ansiedade, casos dermatológicos, e até ortopédicos são os mais comuns em seu consultório.

Foi a ansiedade excessiva que levou Camila Veiga a dar homeopatia para Jairo, um boxer de três anos. A publicitária afirma que terapia alternativa “salvou a relação” dos dois.

Jairo era muito hiperativo e ansioso. Todo dia, quando Camila voltava para casa, sentia a perda de algum objeto, pois o cachorro os detonava. O pior era que, por causa dessa gula, Jairo vivia com dor de estômago.

- Me falavam para deixá-lo preso na coleira, no quintal, mas eu morria de dó de fazer isso.

Após diversas tentativas, até com adestrador, para tentar controlar o cão, a publicitária recorreu à homeopatia.

- A ansiedade de Jairo era tanta, que comia muito rápido e em seguida vomitava. Eu não conseguia fazê-lo comer devagar ou ficar quieto para fazer a digestão. Depois de comer, ele corria e pulava, principalmente quando eu ou meu marido estávamos por perto.

Depois que começou o tratamento, há um ano, Jairo passou a ficar mais controlado.

- Hoje, ele não come mais os objetos, mas se fica muito ansioso, ainda tem a digestão ruim e regorjeia. Mesmo assim, é muito raro.

Vanessa explica que a homeopatia trata o indivíduo como um todo.

- Cada indivíduo é único e é o estudo de todas essas individualidades que representam nossa totalidade. A homeopatia é utilizada para a cura sim, mas também para a manutenção da saúde e bem-estar de todos os seres vivos.

A veterinária afirma que os remédios convencionais não são necessários para quem adere ao método natural, mas existem situações, como a diabetes, em que é preciso fazer reposição de insulina.

Alguns medicamentos, como antibióticos e corticóides não devem ser utilizados durante o tratamento homeopático, pois podem apresentar efeitos colaterais.

O que determinará a rapidez e eficácia do tratamento é a capacidade do organismo em reagir ao medicamento para estabilizar a energia vital e equilíbrio do paciente.

Vanessa conta que os quadros agudos apresentam melhora rápida. Já os casos crônicos, onde o problema está instalado no organismo há muitos anos, a melhora é lenta e progressiva, pois é necessário um tempo maior para que o organismo daquele paciente reestabeleça o equilíbrio.

É preciso ter em mente que a homeopatia não é milagrosa. Existem casos que não têm cura e o papel do tratamento homeopático é amenizar a dor, o sofrimento e o desconforto.

Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

1 Comment to Homeopatia ajuda a acalmar os bichos

  1. lianatoledo disse:

    pelo amor… as informações são boas, mas QUANTO ERRO DE PORTUGUÊS!!!!!!!!
    regorjeia??????? http://www.google.com.br por favor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree