Cãozinho fofo rouba a cena de Richard Gere em ‘Sempre ao seu lado’

Por Alysson Oliveira, do Cineweb

Filme que estreia nesta sexta tenta pegar carona em ‘Marley e eu’.
História é baseada em caso verídico ocorrido no Japão em 1920.

Cena do filme 'Sempre ao seu lado', baseado em história verídica de cãozinho que perdeu o dono (Foto: Divulgação)

Há um cão, seu dono e a família dele. Há também muito amor, risos e lágrimas. E o filme estreia em todo o país no dia de Natal. Não, não se trata de “Marley e eu”, mas de “Sempre ao seu lado”, que chega aos cinemas um ano depois de “Marley” e com o objetivo de tentar repetir o mesmo sucesso.

Agora não é uma comédia, mas um drama lacrimoso sobre homens, cães e amores incondicionais. “Sempre ao seu lado” chega aos cinemas em cópias dubladas e legendadas e poderia se chamar “Marley sem eu”.

Dirigido por Lasse Hallström, que em 1985 fez um filme sobre pessoas e cães muito melhor — chamado “Minha vida de cachorro” — e protagonizado e produzido por Richard Gere (“Uma linda mulher”, “Chicago”), “Sempre ao seu lado” arranca lágrimas sofridas e sofríveis, colocando um cachorro solitário na porta de uma estação de trem à espera de seu dono… que nunca mais irá voltar.

Gere é Parker, um professor universitário que, diariamente, segue para a estação ferroviária, onde embarca num trem para o trabalho. Um dia, ao voltar para casa, encontra um pequeno filhote da raça Akita. Ele pensa em adotar o animal, mas sua mulher, Cate (Joan Allen, da trilogia “Bourne”), vota contra.

No final, a família sucumbe ao charme do cãozinho, que passa a acompanhar seu novo dono todo dia até a porta da estação. Paparicado por todo mundo, do açougueiro ao vendedor de cachorro-quente, o filhote se torna mascote da cidadezinha.

Um amigo japonês de Parker, Ken (Cary-Hiroyuki Tagawa, de “Memórias de uma gueixa”), explica que os cães dessa raça são extremamente fiéis. Essa explicação justifica a segunda metade do filme, quando Parker nunca mais voltará para casa e, mesmo assim, o cachorro continuará a esperá-lo na estação, obviamente sem compreender o que aconteceu.

Baseado numa história real que aconteceu na década de 1920, no Japão, e num filme japonês dos anos de 1980, “Sempre ao seu lado” usa a doçura do cachorro para partir até os mais duros corações.

Gere, que já teve personagens muito mais marcantes, é apenas um coadjuvante para a história do Akita, que tem o nome de Hashi, que significa o número oito em japonês, conforme explica o amigo oriental de Parker.

O cão rouba a cena. Não por suas estripulias, como fazia Marley, mas por seu charme e beleza, adjetivos que estavam associados a Gere há até pouco tempo.

Leia também:

Richard Gere contracena com um Akita em novo filme

Amizade verdadeira

Americana faz massagem cardíaca e respiração boca-a-boca para salvar cão

Cães e catadores de papel mostram companheirismo nas ruas de SP

UM CACHORRO CHAMADO “FÉ”

Empresária cuida de mais de 1.000 cães e gatos

Casal de atores de Hollywood quer que cachorro carregue as alianças em seu casamento

Clyde, o cachorro cego com cão guia

Marley & Eu

Dug – O mais novo cão da Disney

Cachorro do Harry Potter

Related Posts with Thumbnails

Post to Twitter Tweet This Post

2 Comments to Cãozinho fofo rouba a cena de Richard Gere em ‘Sempre ao seu lado’

  1. JAIR disse:

    Sou fã desses maravilhosos animais, acabo de postar um texto sobre cães pastores, mas se quiser vasculhar meu blog, verá que publiquei vários textos sobre o melhor amigo do homem. Parabéns pelos belos textos e pelo blog.

  2. nando12345 disse:

    os caes sao verdadeiramente os melhores amigos do ser humanos, quando a gente perde um desses amigos, ai eh que a gente ve melhor como eles sao importantes na vida do ser humano.!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree